Empresário que agrediu mulher em academia sai do Brasil

Thiago Antonio Brennand teria viajado para Dubai na madrugada de sábado (3/9) para domingo (4/9). O MP o denunciou por lesão corporal

atualizado 06/09/2022 6:28

Reprodução/ Redes sociais

O empresário Thiago Antonio Brennand, de 42 anos, saiu do país após ser acusado de perseguir, agredir e ameaçar mulheres em uma academia de luxo de São Paulo, além de ser alvo de outras acusações, que envolvem estupro e cárcere privado. As informações são do portal G1.

O suspeito teria viajado para Dubai na madrugada de sábado (3/9) para domingo (4/9) e, segundo seus advogados, deve voltar em outubro.

De acordo com a defesa, Brennand viajou para o exterior em um voo de carreira, “sem que existisse qualquer restrição que o impedisse de se ausentar do país”. Os advogados ainda afirmaram que a viagem tem data de retorno e que o empresário está “à disposição das autoridades”.

Nese domingo, o Ministério Público de São Paulo denunciou Thiago Brennand à Justiça por lesão corporal contra uma mulher e corrupção de menores. No pedido, o órgão também solicitou a apreensão do passaporte do acusado.

O MPSP ainda pediu indenização de R$ 100 mil em danos morais para a vítima. Como as agressões, registradas por câmeras de segurança, ocorreram na presença do filho do empresário e o menino, com menos de 18 anos, ofendeu a mulher, o promotor considerou a prática de corrupção de menores.

O caso

No fim de agosto, Thiago Antonio Brennand foi denunciado pela empresária Helena Gomes, que revelou ter sido agredida fisicamente por ele, na academia, além de ter recebido uma cusparada no rosto após uma discussão.

Imagens de câmeras de segurança, obtidas pelo programa Fantástico, mostraram o momento em que Thiago empurrou, puxou o cabelo e cuspiu na empresária e atriz Helena Gomes. Antes da briga, ela estava fazendo exercícios na academia, conforme registram os vídeos.

Novas denúncias corroboram com os depoimentos da vítima. Ao menos 15 mulheres afirmam que foram agredidas física, sexual ou verbalmente, ou ameaçadas por Brennand. As agressões incluiriam um estupro e até mesmo uma tatuagem forçada com as iniciais do empresário: TVP.

Mais lidas
Últimas notícias