Em vídeo emocionante, cadela-guia conhece bebê de sua tutora

Obstetra conta que cachorrinha acompanhou cada momento do parto até o centro cirúrgico. Encontro com criança foi registrado

atualizado 24/03/2022 19:06

Arquivo pessoal

O encontro da cadela-guia Eva com a filha recém-nascida de sua tutora ganhou a internet na última semana. No vídeo registrado pela obstetra Mariana Barth, a advogada deficiente visual Jéssica de Souza Antonio, 28 anos, apresenta sua bebê Ayla Hausen, logo após o parto, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

Mariana conta que Jéssica, que é deficiente visual desde o nascimento, descobriu a gestação no quarto mês e, desde então, todo o pré-natal foi feito com a labradora de 3 anos Eva ao lado. “Ela sempre vinha acompanhada do marido, Luciano, e da cachorra-guia. Eva sempre foi muito, muito, muito tranquila”, relembra a médica.

Com tamanha proximidade, fazer com que o encontro entre o bebê e a cachorrinha acontecesse ainda no hospital sempre foi o desejo de Jéssica.

A obstetra conta, no entanto, que mesmo antes do parto Eva já estava presente e sempre ao lado de sua tutora. “A Jéssica ficou muito tempo no chuveiro, porque ela estava sem analgesia. A gente colocou ela no chuveiro e a Eva ficou na porta do banheiro”, diz.

“A Eva também viu quando a bolsa estourou, ela farejou o líquido amniótico. Ela sabia que aquilo estava acontecendo. E ela acompanhou todas as três horas de trabalho de parto.”

Mariana relata que o único momento em que a cachorra e Jéssica se separaram foi quando a gestante foi para o centro obstétrico. Neste momento, Eva ficou atenta e aguardando em uma sala do hospital com enfermeiras.

0

“O parto aconteceu muito rapidamente, e a Ayla foi direto para o colo da mãe. Tentamos fazer essa proximidade, como ela não enxerga, para ela descobrir a fisionomia da bebê”, conta. Nesse momento, as enfermeiras prepararam a cadela e a colocaram na porta da sala do Centro Obstétrico.

Veja o momento:

Eva permaneceu ao lado da tutora durante os dias seguintes, quando ela se recuperava em um quarto no hospital. “Foram Luciano [pai da criança], Jéssica, Ayla e Eva embora”, relembra.

“Foi muito emocionante e especial a conexão da Eva com a Jéssica, da Eva com a bebê. Foi muito especial, bonito, emocionante”, finaliza Mariana.

Mais lidas
Últimas notícias