Ciro conta ter pensado “meteoro, pode cair” em posse de Moraes no TSE

Em entrevista, candidato contou bastidores do evento que reuniu Bolsonaro e Lula: "Fiquei ali me divertindo, vendo aquela fauna toda"

atualizado 18/08/2022 21:51

ciro gomes no andré marinho showYouTube/Reprodução

O candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT), em entrevista ao André Marinho Show, falou sobre o evento que mais movimentou a semana política em Brasília até o momento: a posse do ministro Alexandre de Moraes como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que reuniu figuras como Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Fiquei olhando ali aquela coisa e pensei ‘meteoro, pode cair’. O sacrifício da minha vida vale a pena se esse meteoro cair aqui. Evidentemente alguns sacrifícios também aconteceriam”, brincou.

O evento também contou com a presença de ministros do primeiro escalão do governo federal, os ex-aliados e antigos ocupantes do Palácio do Planalto Dilma Rousseff e Michel Temer e outras figuras políticas. “Fiquei ali me divertindo, vendo aquela fauna toda”, descreveu o pedetista.

Ciro definiu como uma “imprudência” colocar os quatro ex-presidentes sentados lado a lado. Ele também falou sobre o significado do evento: “Fui porque nós precisávamos dar todos um sinal de que a vida democrática tem que obedecer certos rituais, certas presunções”.

“Minhas diferenças com Lula, com Bolsonaro, a essa altura são inconciliáveis. Porém, nós temos todos que respeitar a lei, a regra, o calendário eleitoral, a vontade do povo, a tecnologia embarcada nas urnas eletrônicas. Eu fui por isso, mas fiquei constrangido”, definiu.

Mais lidas
Últimas notícias