“Bolsonaro usa qualquer artimanha para se manter no poder”, diz Tebet

Candidata do MDB ao Planalto foi às redes criticar o presidente pelas falas sobre aprovação de projetos em defesa das mulheres

atualizado 27/09/2022 18:22

A candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, usou as redes sociais, nesta terça-feira (27/9), para criticar o presidente Jair Bolsonaro (PL) pelas falas em que ele defende ter sancionado mais de 70 projetos em defesa das mulheres.

A emedebista resumiu as declarações do chefe do Executivo federal como “mais uma de suas mentiras”. “Bolsonaro não mente somente nos debates, mas também em sua campanha”, criticou a senadora.

Segundo Tebet, apesar do que alega o candidato à reeleição, o governo federal só foi autor de uma das mais de 70 propostas sancionadas por Bolsonaro.

Para a presidenciável, Bolsonaro “usa de qualquer artimanha para se manter no poder”. “Não podemos aceitar isso”, enfatizou. “As mulheres do Brasil querem um presidente comprometido com pautas de equidade e paridade entre homens e mulheres. Vamos fazer diferente”, completou.

Veja:

“Narrativa”

A fala de Bolsonaro é uma estratégia de campanha do presidente para tentar reduzir a elevada rejeição do eleitorado feminino ao seu nome na corrida pelo comando do Palácio do Planalto.

Nessa segunda (26/9), em sabatina na Record, o presidente classificou as críticas que recebe pelos ataques às mulheres como “narrativa”. “Não é resistência [ao seu nome nas eleições], é uma narrativa por parte daqueles que me acusam porque não tem mais nada do que me acusar”, disse.

“Essa acusação é desde antes de 2018. ‘Ele não gosta de mulher’. Eu tenho uma filha, eu quero o bem dela. Eu tenho três netas, eu quero o bem delas. Eu quero o bem da minha esposa. Por que eu seria contra as mulheres? Não justifica isso. É uma narrativa que com fatos a gente mostra que fizemos muito mais do que vários governos juntos no passado”, completou, em entrevista à emissora.

Presidente, governador e senador: veja quem são os candidatos nas Eleições 2022

Mais lidas
Últimas notícias