Bolsonaro apoia sete governadores eleitos, Lula é aliado de seis

Levantamento feito pelo Metrópoles com base em dados divulgados pela Justiça Eleitoral mostra as porcentagens com que cada um dos candidatos

atualizado 03/10/2022 0:45

Ilustrações estilizadas dos candidatos à presidência Lula (PT) e Bolsonaro (PL) com o mapa do Brasil desenhado atrás sob fundo azul - Metrópoles Metrópoles

Nesse domingo (2/10), 27 candidatos apoiados por Luís Inácio Lula da Silva (PT) e 35 aliados de Jair Bolsonaro (PL) disputaram o primeiro turno para os governos estaduais. Desse total, seis candidatos associados ao petista e sete concorrentes de Bolsonaro foram eleitos já no primeiro turno, marcado para 30 de outubro.

De modo geral, os resultados confirmam as pesquisas eleitorais, que indicavam vantagem competitiva de 10 candidatos de Bolsonaro sobre oito candidatos de Lula.

Entre os governadores apoiados pelo atual presidente, foram eleitos Cláudio Castro (PL-RJ), com 58,6%; Ibaneis Rocha (MDB-DF), com 50,3%; e Ratinho Jr (PSD-PR), com 69,6%. 

Já entre os aliados do ex-presidente Lula, estão Clecio Luis (Solidariedade-AP), com 53,6%; Helder Barbalho (MDB-PA), com 70%; e Elmano Freitas (PT-CE), com 54%.

Levantamento feito pelo Metrópoles com base em dados divulgados pela Justiça Eleitoral mostra as porcentagens com que cada um dos candidatos apoiados por Lula ou Bolsonaro se elegeram ou conquistaram vaga na nova rodada de votação.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Confira o cenário por região nos estados já definidos:

Norte:

  • Acre: 

Apoiado por Bolsonaro: Gladson Cameli (PP), com 56,7%

Apoiado por Lula: Jorge Viana (PT), com 24,21%

  • Amapá:

Apoiado por Lula: Clecio Luis (Solidariedade), com 53,6%

Apoiado por Bolsonaro: Jaime Nunes (PSD), com 42,6%

  • Roraima:

Apoiado por Bolsonaro: Antonio Denarium (PP), com 56,4%

Apoiado por Lula: Rudson Leite (PV): 0,41%

  • Pará

Apoiado por Lula: Helder Barbalho (MDB), com 70%

Apoiado por Bolsonaro: Zequinha Marinho (PL), com 27,1%

  • Tocantins

Apoiado por Bolsonaro: Wanderlei Barbosa (Republicanos), com 58,1%; e Ronaldo Dimas (PL), com 22,5%

Apoiado por Lula: Paulo Mourão (PT), com 10,6%

Nordeste:

  • Ceará

Apoiado por Lula: Elmano Freitas (PT), com 54%

Apoiado por Bolsonaro: Capitão Wagner (União Brasil), com 31,8%

  • Maranhão

Apoiado por Lula – Carlos Brandão (PSB), com 50,8%

Bolsonaro: isento

  • Piauí

Apoiado por Lula – Rafael Fonteles (PT), com 56%

Apoiado por Bolsonaro – Silvio Mendes (União Brasil), com 41,6%

  • Rio Grande do Norte

Apoiado por Lula: Fatima Bezerra (PT), com 58,3%

Apoiado por Bolsonaro: Fabio Dantas (Solidariedade), com 22,2%

Centro-Oeste:

  • Distrito Federal:

Apoiado por Bolsonaro: Ibaneis Rocha (MDB), com 50,3%

Apoiado por Lula: Leandro Grass (PV), com 26,2%

  • Mato Grosso:

Apoiados por Bolsonaro: Mauro Mendes (União Brasil), com 68,5%; e Pastor M. Ritela (PTB), com 14,34%

Apoiado por Lula: Marcia Pinheiro (PV), com 16,4%

Sudeste:

  • Rio de Janeiro

Apoiado por Bolsonaro: Cláudio Castro (PL), com 58,6%

Apoiado por Lula: Marcelo Freixo (PSB), com 27,3%

Sul:

  • Paraná:

Apoiado por Bolsonaro: Ratinho Jr (PSD), com 69,6%

Apoiado por Lula: Roberto Requião (PT), com 26,2%

Os candidatos a governador mais competitivos que vão para segundo turno podem ajudar a alavancar Lula ou Bolsonaro na nova rodada de votação da corrida presidencial. Em São Paulo, por exemplo, o 2º turno entre Haddad e Tarcísio pode somar votos para os presidenciáveis no maior estado da Federação.

Já em Minas Gerais, com vitória de Romeu Zema no 1º turno, os dois candidatos à Presidência podem ficar sem palanque no 2º maior colégio eleitoral do país. Mas Bolsonaro sinalizou na noite deste domingo (2/10) que sua campanha já está em contato como governador reeleito.

Mais lidas
Últimas notícias