Ainda sem vice, PDT oficializa Ciro Gomes como candidato a presidente

Partido ainda estuda um nome para formar chapa com o ex-ministro e ex-governador do Ceará

atualizado 20/07/2022 18:23

PDT confirma o nome de Ciro Gomes como seu candidato à Presidência da RepúblicaHugo Barreto/Metrópoles

O PDT oficializou, nesta quarta-feira (20/7), a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes à Presidência da República nestas eleições. A convenção partidária, que serviu para aprovar de maneira unânime o nome do pedetista ao pleito eleitoral, foi realizada na sede do partido, em Brasília. Esta é a quarta vez que o ex-governador do Ceará concorrerá ao Palácio do Planalto.

A aprovação do nome do ex-governador do Ceará se deu por unanimidade entre os filiados. “Prefiro Ciro” foi o slogan adotado pela pré-campanha do presidenciável.

“Este partido não será puxadinho de ninguém. Aqui é o PDT, de Getúlio Vargas, de Leonel Brizola, de Darcy Ribeiro. Este partido não se curva a nenhum interesse que não seja do povo brasileiro”, afirmou o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi. “Este PDT que nunca lhe faltou está aqui hoje no primeiro dia das convenções nacionais para afirmar: As aves de rapina vão cultivar a traição em outro terreno. Aqui, não”, prosseguiu, dirigindo-se a Ciro Gomes.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Com o nome de Ciro Gomes oficializado, o PDT trabalha agora para definir quem será o candidato a vice-presidente da chapa. Sem coligação formal com outras legendas, a campanha avalia adiar o registro da candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para conseguir mais tempo para negociar uma eventual aliança com outras siglas.

Caso isso não ocorra, o partido irá acelerar a escolha de um nome interno para a chapa. Conforme definido pela legislação eleitoral, as legendas têm até 15 de agosto para o registro da candidatura. A partir de 16 de agosto, inicia-se, oficialmente, a campanha eleitoral.

Convenções partidárias

As convenções partidárias são reuniões de filiados para escolha de candidatos e oficialização de coligações com o intuito de disputar um cargo eletivo. A definição ocorre por meio de decisão dos filiados, podendo acontecer mediante votação ou aclamação.

Confira a agenda completa: 

Os eventos também marcam a confirmação de candidaturas que tentam uma cadeira no Congresso Nacional, nos Executivos estaduais e nas Assembleias Legislativas. Conforme definido pela legislação, as cerimônias podem ocorrer de 20 julho a 5 de agosto.

Os atos também marcam o sorteio do número que cada candidato irá concorrer nas eleições. Aos partidos políticos fica garantido o direito de manter os números concedidos à sua legenda na eleição anterior e aos candidatos, bem como o direito de manter os números que lhes foram atribuídos na eleição anterior para o mesmo cargo.

Vale ressaltar que a legislação eleitoral veda a candidatura avulsa até em casos em que a pessoa está filiada a um partido político.

Presidente, governador e senador: veja quem são os pré-candidatos nas Eleições 2022

Mais lidas
Últimas notícias