Governo autoriza emprego de Forças Armadas nas eleições municipais

Quantidade de militares e localidades onde vão atuar ainda serão definidos pelo TSE e Poder Executivo

atualizado 20/10/2020 7:50

ALESSANDRO BUZAS/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou um decreto autorizando o emprego das Forças Armadas nas eleições municipais marcadas para novembro. O texto foi publicado na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (20/10).

A medida atende um pedido feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas a definição sobre a lotação dos militares ainda está por ser definida pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Ministério da Defesa e pelo próprio TSE. Os locais de emprego dos militares serão escolhidos em conjunto conforme a necessidade.

Em 2018, o então presidente Michel Temer (MDB) também autorizou o emprego das Forças Armadas para acompanhar os dias de votação nas eleições que escolheram o presidente da República, governadores, senadores e deputados. Naquele pleito, foram deslocados mais de 28 mil militares, que atuaram em 598 localidades.

Neste ano, o primeiro turno para a eleição de prefeitos e vereadores está marcado para 15 de novembro. Onde houver segundo turno, a votação será no dia 29.

Últimas notícias