Com candidatura sub judice, Nivaldo Melo é eleito prefeito de Pirenópolis

A cidade está a 150km de Brasília. A candidatura de Melo estava impugnada por decisão judicial. Ele recorreu e participou do pleito

atualizado 15/11/2020 23:04

Nivaldo de Melo (Progressistas)Reprodução/ Facebook

Após instabilidade para o registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Pirenópolis (GO) elegeu o único dos cinco candidatos a prefeito que estava com a candidatura sub judice. Nivaldo Melo (Progressistas) foi o escolhido para comandar a cidade no próximo quadriênio. Com 100% dos votos válidos apurados pelo TSE, ele obteve 62,25%.

Nivaldo substituirá, em 2021, o atual chefe do Executivo de Pirenópolis, João Batista Cabral (DEM), que ficou em segundo lugar, com 17,67% dos votos válidos.

Confira o resultado:

 

Resultado das eleições Pirenópolis
Resultado das eleições Pirenópolis

 

O requisitado destino turístico fica a 150 km da capital da República. Parte da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), o município goiano teve uma série de indefinições e confusões antes do pleito, realizado neste domingo (15/11).

Em outubro, Nivaldo Melo (Progressistas) teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral e seguiu na corrida eleitoral após recorrer da decisão. O atual prefeito João Batista Cabral (DEM) também sofreu problemas para fazer o registro de seu nome nas urnas por não ter respeitado prazos na escolha do candidato a vice.

A juíza da 26ª Zona Eleitoral, Aline Freitas da Silva, acatou pedidos de impugnação do Ministério Público Eleitoral (MPE) e de políticos. Ela decidiu indeferir o pedido de registro de candidatura de Nivaldo Antônio de Melo a prefeito de Pirenópolis.

A alegação é que Nivaldo estaria inelegível até 2026, em função da condenação do Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo decisão da Corte de Contas, nas gestões de 2009 e de 2016, Nivaldo Melo teria aplicado mal dinheiro do governo federal, do Ministério do Turismo, em licitação. Na condenação, o TCU determina que Melo devolva aos cofres públicos R$ 194 mil.

Neste domingo, no entanto, a população foi às urnas e o apontou como novo governante. Pirenópolis (GO) tem 24,9 mil moradores e 18,8 mil eleitores.

Últimas notícias