Após romper com mãe, filho de Flordelis não se reelege em São Gonçalo

Faltaram cinco votos para que o vereador Misael – antes conhecido como Misael da Flordelis – ficasse mais quatro anos na Câmara Municipal

atualizado 16/11/2020 16:38

Reprodução/ Redes sociais

Filho afetivo da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD-RJ), o vereador Misael (Podemos) não conseguiu votos suficientes, nesse domingo (15/11), para se reeleger na Câmara Municipal de São Gonçalo (RJ).

Misael angariou 2.023 votos. Apesar de ter conquistado mais votos do que seis outros vereadores eleitos, não se reelegeu devido à regra do quociente partidário, que indica o número de vagas que o partido obteve.

O candidato do Podemos que ficou com a vaga foi Mariola, que teve 2.027 votos. “Infelizmente faltaram apenas cinco votos para nossa reeleição. A missão continua”, escreveu Misael, nesta segunda-feira (16/11), em rede social.

Sob a benção da mãe, Wagner Andrade Pimenta – nome de nascimento de Misael – se elegeu para vereador de São Gonçalo pela primeira vez nas eleições de 2016. Na época, ele se identificava como “Misael da Flordelis”.

Em 2016, ele teve 4.309 votos, ou seja, mais que o dobro conquistado no pleito deste ano, quando deixou de utilizar o nome de Flordelis na durante a corrida à Câmara Municipal de São Gonçalo.

Após a morte do pastor Anderson do Carmo, em junho do ano passado, porém, Misael rompeu com Flordelis e a acusou de ser a mentora do assassinato – mesma conclusão do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

Últimas notícias