*
 

Faltando poucos dias para o desfecho do segundo turno das eleições presidenciais, os candidatos ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), intensificaram os ataques nas redes sociais.

Por meio do Twitter, o petista e o militar da reserva “trocam farpas” diariamente. Nesta terça-feira (16/10), Haddad acusou o adversário de ser um “deputado da mentira”. Enquanto isso, Bolsonaro comparou as propostas de governo de ambos: “Tire as conclusões do que é melhor para o nosso Brasil”, desafiou.

“O candidato que se coloca como o guardião da ‘ética e da moral’ deveria se dar ao respeito e se retratar com a sociedade e com seu eleitorado. Jair Bolsonaro, o deputado da mentira”, publicou Haddad.

No Twitter de Bolsonaro, ao todo, foram publicados quatro quadros comparativos referente às propostas de governo dos dois presidenciáveis. Entre os temas, estão imprensa, Operação Lava Jato, número de ministérios, presídios, segurança, sindicatos e impostos.

O postulante do PSL também usou a rede social para se manifestar a respeito das mulheres e dos homossexuais – ponto fraco do parlamentar nas eleições presidenciais –, vítimas de crimes passionais. De acordo com o congressista, ele seguirá defendendo que todos sejam iguais perante a Justiça.