*
 

As investidas de Jair Bolsonaro (PSL) em uma possível parceria com o senador Magno Malta (PR) na chapa do pré-candidato à Presidência da República parecem não ter sortido efeito. Segundo informações do jornal O Globo, a assessoria de Malta afirmou nesta quarta-feira (11/7) que o parlamentar capixaba não será o vice de Bolsonaro. Ele decidiu disputar a reeleição ao Senado Federal.

De acordo com a reportagem, Bolsonaro tenta estreitar os laços com o Partido da República (PR) de Valdemar Costa Neto, condenado por suposto envolvimento no escândalo do mensalão, para aumentar o tempo de TV e contar com organização maior nos estados brasileiros.

A assessoria do senador informou ao Globo que a decisão de Magno Malta foi antecipada em entrevista ao Diário do Nordeste, na segunda-feira (9), em reunião na Assembleia Legislativa do estado do Ceará (CE). Na ocasião, o parlamentar disse ser “importante no Senado”. Na avaliação dele, Bolsonaro será presidente “com qualquer outro vice”.