Jair Bolsonaro pede que TSE investigue Folha de S.Paulo

O candidato acusa o jornal de abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos de comunicação em favor de Fernando Haddad

atualizado 27/10/2018 18:29

Igo Estrela/Metrópoles

O presidenciável Jair Bolsonaro protocolou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste sábado (27) Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o jornal Folha de S.Paulo para apuração de abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos de comunicação social em favor da candidatura Fernando Haddad e Manuela D’ávila.

A ação pede também a cassação de Haddad e Manuela. De acordo com a advogada de defesa de Jair Bolsonaro, Karina Kufa, o jornal teve como objetivo desestabilizar a campanha de Jair Bolsonaro em benefício de Fernando Haddad, com notícia falsa.

“Essa ação visa coibir o uso indevido dos meios de comunicação e a busca de criar fato político com a propositura de ação temerária e com fundamento insubsistente e poderá gerar a inelegibilidade dos envolvidos”, afirma.

Confira a íntegra: 

Ação Bolsonaro contra a Folha by Metropoles on Scribd


O texto diz que “o que se viu desde a realização do primeiro turno, que sagrou vencedores os candidatos Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, foi a ação exacerbada dos veículos de comunicação social, que partindo de seu papel informativo, passaram a insuflar a já preocupante polarização política. Assim agindo, tornaram-se parciais e passaram a interferir na vontade do eleitor, o que representa desequilíbrio na paridade de armas dos candidatos.”

O presidenciável do PSL alega que o jornal “firmou como alvo explícito o ataque à candidatura dos candidatos requerentes”. Segundo Bolsonaro, a Folha teria veiculando notícias “inverídicas, infundadas, depreciativas, difamatórias, caluniosas e, até mesmo, criminosas.”

Mais lidas
Últimas notícias