*
 

Ainda que tenha sido evasivo sobre participar da corrida presidencial deste ano, Luciano Huck tem recebido elogios até mesmo do Palácio do Planalto, que sugeriu apoio do MDB caso o apresentador se candidatasse ao posto de Michel Temer.

Porém, caso ele revolva se candidatar, uma pessoa será prejudicada já de imediato: sua esposa, Angélica. De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a Globo vai demitir a loira se o marido seguir carreira política.

Segundo a publicação, a emissora quer distância de discussões eleitorais, e a possibilidade de Huck se tornar um nome para a disputa tem causado mal-estar entre executivos globais. Angélica e Luciano são duas das principais estrelas da Globo.

 

 

COMENTE

eleições 2018luciano huckAngélica
comunicar erro à redação

Leia mais: Eleições