França nega responsabilidade por suposto vídeo de Doria em orgia

Sextape atribuída ao tucano circulou nas redes sociais nesta terça-feira (23). Assunto foi parar nos trending topics mundial do Twitter

Reprodução / TV Bandeirantes

atualizado 23/10/2018 18:21

Candidato ao governo de São Paulo pelo PSB, Márcio França negou ser responsável pela distribuição de um vídeo em que seu adversário na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes, João Doria (PSDB), aparece em uma orgia. O ex-prefeito da capital paulista acusa França de forjar e distribuir a gravação.

O atual governador de São Paulo afirma que Doria é vítima do vazamento das imagens e que as acusações do tucano contra ele são graves. “SP não merece esse constrangimento”, diz França, em nota publicada no Twitter.

A gravação caiu nas redes sociais no início da tarde desta terça-feira (23/10) e foi parar nos trending topics mundial do Twitter. Nas imagens, um homem de aparência semelhante ao ex-prefeito de São Paulo está nu em uma cama acompanhado por um grupo de mulheres. O vídeo, gravado frontalmente, é datado de 11 de outubro deste ano e tem cerca de 20 segundos.

0

O ex-prefeito de São Paulo se disse “horrorizado com o baixo nível da campanha adversária”. “O vídeo é fake. Uma montagem. Estamos horrorizados com o baixo nível da campanha adversária”, alega o candidato.

Nesta terça, João Doria e Márcio França tem um encontro marcado em debate promovido por SBT, Folha de S. Paulo e Uol.

Últimas notícias