metropoles.com

El Niño tem início antecipado e pode atingir categoria “super”

Reconhecido pelo aumento anormal de temperatura superficial de parte do oceano Pacífico, El Niño pode ter impacto no Sul do Brasil

atualizado

Compartilhar notícia

Betina Humeres/Arquivo DC
El-nino-brasil-metropoles
1 de 1 El-nino-brasil-metropoles - Foto: Betina Humeres/Arquivo DC

O El Niño teve início confirmado pela agência climática norte-americana NOAA nessa quinta-feira (8/6). O fenômeno climático ocorre quando há um aumento anormal da temperatura superficial do oceano Pacífico na altura da linha do Equador, o que altera a evaporação da água e a circulação dos ventos, causando um efeito em cadeia no clima. O evento causa impactos globais.

O fenômeno já era esperado para 2023, mas chegou com antecedência de dois meses e ainda tem possibilidade de crescer, segundo a NOAA. Há 84% de chances de o El Niño atingir uma intensidade moderada ao longo do inverno e 56% de se tornar forte, ainda conforme a agência dos Estados Unidos, que prevê também que os efeitos do fenômeno climático perdurem ao menos até o começo do próximo ano.

Em Santa Catarina, o fenômeno promove o aumento da umidade e das temperaturas, o que amplia o volume de chuvas e também de temporais. Esse cenário se estende a outras partes do Sul do país.

Leia a matéria completa no NSC Total, parceiro do Metrópoles.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações