Vídeo: para novo titular do MEC, o “homem deve impor a direção da família”

Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para comandar a educação no país, pastor Milton Ribeiro tem especialização em Velho Testamento

atualizado 10/07/2020 19:57

Milton Ribeiro, ministro da EducaçãoReprodução

Terrivelmente evangélico. Parece ser esse o perfil do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta sexta-feira (10/7). Pastor da Igreja Presbiteriana, Ribeiro agradou em cheio à bancada evangélica no Congresso e tem conceitos  bem conservadores, inclusive no que diz respeito à instituição família. Para ele, o homem é o responsável por “impor a direção que a família vai tomar”.

Veja imagens de uma de suas pregações:

Natural de Santos, no litoral de São Paulo, Ribeiro tem 62 anos e, além de pastor, é integrante da Comissão de Ética Pública da Presidência da República desde maio de 2019.

O currículo o mostra como graduado em direito e teologia, doutor em Educação pela Universidade de São Paulo e mestre em direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

E um detalhe: o novo ministro tem especialização em Velho Testamento pelo Centro Teológico Andrew Jumper, Teologia do Velho Testamento pelo Mackenzie, em Gestão Universitária pelo CRUB (Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras) e em Direito Imobiliário pela FMU.

Últimas notícias