“Tem gente que fica doutrinando”, afirma Weintraub sobre professores

Ministro da Educação se manifestou em vídeo no Twitter e disse que "todo mundo tem direito à sua opinião política"

REPRODUÇÃO / DUKASCOPY TVREPRODUÇÃO / DUKASCOPY TV

atualizado 30/04/2019 15:27

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou mais uma vez as redes sociais para defender opinião sobre a postura de professores em sala de aula. Em vídeo publicado no Twitter, o chefe da pasta disse que “todo mundo tem direito à sua opinião política”, mas “evidentemente tem gente que passa do ponto e, em vez de dar aula, fica doutrinando o tempo inteiro e não respeita o aluno”.

Para Weintraub, as escolas, faculdades e universidades devem cumprir o papel de ensinar, principalmente as públicas, “onde o dinheiro do pagador de impostos é utilizado”. No vídeo, o ministro defende também a tolerância: “tolerar o diferente e não o igual a você”.

“Eu acho que o nosso papel é mandar uma mensagem de respeito tanto para o professor respeitar o aluno quanto o aluno respeitar o professor. Se nós fizermos isso, com certeza, o ambiente em sala de aula vai ficar muito melhor e a gente vai conseguir gerar mais resultados com o dinheiro do pagador de impostos e de todos nós com a educação”, completou.

Polêmica
Essa não é a primeira manifestação do ministro sobre o ambiente escolar e já afirmou, inclusive, que é direito do aluno filmar o professor em sala de aula. O comentário foi feito após, nesse domingo (28/04/2019), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) compartilhou um vídeo em que uma aluna – filiada ao PSL – filma um docente após fazer críticas ao governo e ao guru da família do chefe do Executivo, Olavo de Carvalho.

Últimas notícias