Inep diz que cronograma do Enem será mantido mesmo com falência

A empresa Donnelley, multinacional responsável pelo exame desde 2009, informou que "precisou encerrar suas operações no Brasil"

ReproduçãoReprodução

atualizado 02/04/2019 13:19

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) informou nesta terça-feira (2/4) que apesar da falência da gráfica contratada para imprimir Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o cronograma da prova será mantido. A instituição afirmou que as provas serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro, seguindo o que foi publicado no edital.

“Em relação à falência da gráfica contratada para a diagramação e impressão dos cadernos de prova da edição deste ano do Enem, existem alternativas seguras sendo avaliadas”, informou o Inep, em nota.

As inscrições para participar do exame vão ocorrer entre os dias 6 e 17 de maio. O prazo para solicitar isenção da taxa de inscrição para o Enem 2019 e para justificar ausência na edição anterior ficará aberto até 10 de abril.

Nessa segunda-feira (1º/4), a RR Donnelley, multinacional responsável pelo exame desde 2009, informou que “precisou encerrar suas operações no Brasil” por causa das “atuais condições de mercado”. A notícia gerou apreensão entre especialistas sobre a manutenção do cronograma da prova.

Últimas notícias