Coronavírus: governo federal suspende pagamento do Fies por até 4 meses

Projeto de lei foi aprovado no último dia 22 no Senado Federal e sancionado nesta quinta-feira (15/05) pelo presidente da República

atualizado 15/05/2020 11:20

O governo federal sancionou nessa quinta-feira (14/05) o projeto de lei que suspende parcelas de empréstimos contratados referentes ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

A decisão foi publicada nesta sexta-feira (15/05) no Diário Oficial da União (DOU). O texto traz assinaturas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de outros três ministros, mas não de Abraham Weintraub (Educação).

O Congresso Nacional aprovou o projeto no último dia 22, junto à ampliação do auxílio emergencial de R$ 600 para mães adolescentes, que foi sancionada – mas com uma série de vetos.

Como vai funcionar

Fica permitida a suspensão das parcelas de empréstimos, de acordo com o documento, para os contratos adimplentes antes da vigência do estado de calamidade pública (20 de março).

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

A suspensão vale tanto para os contratos de quem concluiu o curso quanto aos que estão em andamento, sendo:

  • até duas parcelas para os contratos em fase de utilização ou carência;
  • até quatro parcelas, para os contratos em fase de amortização.

O governo federal informou, ainda, que esses prazos podem ser ampliados. Confira aqui a íntegra da legislação publicada no DOU.

Mais lidas
Últimas notícias