metropoles.com

Eduardo Leite aciona MP contra Jean Wyllys por homofobia

Ex-deputado Jean Wyllys (PT) chamou Eduardo Leite (PSDB) de “gay com homofobia internalizada”

atualizado

Compartilhar notícia

Luis Nova/Especial Metrópoles
governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, durante entrevista no estúdio Metrópoles - Metrópoles
1 de 1 governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, durante entrevista no estúdio Metrópoles - Metrópoles - Foto: Luis Nova/Especial Metrópoles

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), acionou o Ministério Público do Rio Grande do Sul com uma representação contra o ex-deputado federal Jean Wyllys (PT). Em vídeo publicado nesta quinta-feira (20/7) nas redes sociais, Leite disse ter se sentido vítima de “homofobia, preconceito e discriminação” por parte de Wyllys, que o chamou de “gay com homofobia internalizada” e fez insinuações sobre preferências sexuais do político gaúcho, que é homosexual.

“Quando Roberto Jefferson [presidente afastado do PTB] disparou ofensas homofóbicas contra mim, entrei com uma representação no Ministério Público contra ele. Quando [Jair] Bolsonaro, enquanto presidente, veio ao Rio Grande do Sul e fez uma piada com insinuações de mau gosto, eu fiz uma interpelação judicial. Por isso, agora quando Jean Wyllys dispara ataques a uma decisão que tomei como governador e que ele pode não concordar, pode ter outra visão, mas tenta associar à minha orientação sexual e até a preferências sexuais, eu devo também entrar com uma representação contra ele. Fiz essa representação”, disse Eduardo Leite.

0

“Não interessa se é da direita ou da esquerda, o que importa é que homofobia, preconceito, discriminação não podem ser tolerados. Venha do lado que vier, não pode ser tolerado”, complementou Leite. Veja:

Briga por escolas cívico-militares

Jean Wyllys discutiu na noite da última sexta-feira (14/7) com Eduardo Leite nas redes sociais. O confronto foi motivado pelas escolas cívico-militares, modelo educacional criado por Bolsonaro e encerrado pelo governo Lula na semana passada, mas mantido por governadores, como Leite.

No Twitter, Wyllys chamou o governador de de “gay com homofobia internalizada”.

“Que governadores heteros de direita e extrema-direita fizessem isso já era esperado. Mas de um gay…? Se bem que gays com homofobia internalizada em geral desenvolvem libido e fetiches em relação ao autoritarismo e aos uniformes; se for branco e rico então… Tá feio, bee!”, escreveu o ex-deputado.

Poucos minutos depois, o governador rebateu o que qualificiou como uma “manifestação deprimente e cheia de preconceitos em incontáveis direções… e que em nada contribui para construir uma sociedade com mais respeito e tolerância”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações