*
 

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB), foi exonerado do cargo nesta sexta-feira (6/4), conforme decreto presidencial publicado em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) disponibilizada pela Imprensa Nacional. A exoneração ocorre a pedido do ex-líder da pasta. Ele comentou sobre a decisão, mais cedo, em entrevista coletiva.

Durante o anúncio, Meirelles disse que ainda vai “contemplar” a possibilidade de ser candidato à Presidência da República nas eleições deste ano. Segundo o político, o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Eduardo Guardia, foi o escolhido para substituí-lo no comando da pasta.

A edição extra do DOU traz também a exoneração de Helder Barbalho do cargo de ministro da Integração Nacional, que também deverá participar do processo eleitoral deste ano.

O presidente Michel Temer já tinha formalizado a exoneração de sete ministros: do Planejamento, Dyogo Oliveira; da Educação, Mendonça Filho; de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; de Desenvolvimento Social, Osmar Terra; do Esporte, Leonardo Picciani; do Meio Ambiente, José Sarney Filho; e do Turismo, Marx Beltrão. Os novos titulares das pastas ainda não foram nomeados pelo governo.