Vendas no varejo crescem 0,6% em setembro. É o quinto mês seguido de alta

Apesar do resultado positivo, divulgado pelo IBGE, taxa apresentou uma desaceleração em relação a meses anteriores

atualizado 11/11/2020 14:46

Leonardo Arruda/Especial para o Metrópoles

As vendas do comércio varejista cresceram 0,6% em setembro deste ano, quinta taxa positiva consecutiva desde maio, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (11/11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar da trajetória de crescimento, o resultado indica uma desaceleração frente às altas dos meses anteriores – agosto (3,1%), julho (4,7%), junho (8,7%) e maio (12,2%). Em relação a setembro de 2019, o comércio cresceu 7,3%.

O gerente da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE, Cristiano Santos, explica que a desaceleração é natural e representa uma “acomodação” do setor, ante a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

“As quedas de março e abril foram muito expressivas, o que fez com que os meses seguintes de recuperação também tivessem altas intensas. A desaceleração é como se a série estivesse voltando à normalidade”, afirma.

Entre as oito atividades pesquisadas, cinco tiveram taxas positivas na comparação com agosto: entre eles: livros, jornais, revistas e artigos de papelaria, com alta de 8,9%, e combustíveis e lubrificantes (3,1%).

Por outro lado, pressionando negativamente, figuraram três setores: tecidos, vestuário e calçados (-2,4%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,6%); e hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0.4%).

Últimas notícias