Veja as privatizações para 2020 que o governo enviou ao TCU

Estão previstas, de forma oficial, a concessão de ao menos quatro rodovias, 22 aeroportos e dois portos à iniciativa privada

ARNALDO ALVES/ANPRARNALDO ALVES/ANPR

atualizado 12/12/2019 12:57

O governo de Jair Bolsonaro (sem partido) pretende privatizar ao menos 22 aeroportos, quatro rodovias e dois portos no ano de 2020. A previsão consta de documentos oficiais enviados pelo governo ao Tribunal de Contas da União (TCU), que é responsável por acompanhar o processo.

Entre os aeroportos que devem ser repassados à iniciativa privada estão o de Goiânia, Curitiba, Manaus e Palmas, além de outros. As rodovias que entraram no pacote são, em sua maioria, na região sudeste.

Já os portos, há previsão de privatizar o de Aratu, na Bahia, e o de Paranaguá, no Paraná.

O governo, além de enviar a lista, definiu a previsão de quando cada empreendimento deve ser leiloado.

Veja a lista completa:

Portos

  • Porto de Aratu-Candeias (BA)
  • Porto de Paranaguá (PR)

Rodovias

  • BR-040/495 – Minas Gerais e Rio de Janeiro
  • BR-116/493 – Rio de Janeiro e Minas Gerais
  • BR-116/465/101 – São Paulo e Rio de Janeiro
  • BR-470/282/153 – Santa Catarina

Aeroportos

  • Curitiba (PR)
  • Foz do Iguaçu (PR)
  • Navegantes (SC)
  • Londrina (PR)
  • Joinville (SC)
  • Bacacheri em Curitiba (PR)
  • Pelotas (RS)
  • Uruguaiana (RS)
  • Bagé (RS)
  • Manaus (AM)
  • Porto Velho (RO)
  • Rio Branco (AC)
  • Boa Vista (RR)
  • Cruzeiro do Sul (AC)
  • Tabatinga (AM)
  • Tefé (AM)
  • Goiânia (GO)
  • São Luís (MA)
  • Teresina (PI)
  • Palmas (TO)
  • Petrolina (PE)
  • Imperatriz (MA)

Últimas notícias