*
 

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reconheceu nesta sexta-feira (1º) que a Moody’s também poderá rebaixar a nota de crédito do Brasil porque a reforma da Previdência, retirada da pauta da Câmara, não foi aprovada “ainda”.

Durante participação em evento na capital paulista, o titular da Fazenda observou, porém, que o mercado já tinha precificado a não aprovação da reforma das aposentadorias e, por isso, os ativos financeiros não sentiram o “downgrade” promovido recentemente pela Fitch.

Segundo Meirelles, como o país voltou a crescer, é “razoável” esperar uma recuperação do rating brasileiro após as eleições de outubro, quando será conhecido o próximo presidente e o futuro das reformas.