Saques da poupança superam depósitos em R$ 50,5 bilhões em 2022

Segundo o Banco Central, nos seis primeiros meses do ano, brasileiros sacaram R$ 1,808 trilhão da poupança. Saída é a maior já registrada

atualizado 07/07/2022 17:29

homem coloca uma moeda dentro de um cofre de porquinho Reprodução

Os saques líquidos da caderneta da poupança superaram em R$ 50,5 bilhões os depósitos no primeiro semestre de 2022, informou o Banco Central nesta quinta-feira (7/7).

A saída de recursos nos seis meses é recorde, e supera as séries históricas as registradas no primeiro semestre de 2016 e 2015 — quando os saques superaram os depósitos em R$ 42,6 bilhões e R$ 38,5 bilhões, respectivamente.

Somente em junho, o saque líquido da poupança foi de R$ 3,8 bilhões. Segundo a instituição, ao todo, os saques somaram R$ 1,808 trilhão no primeiro semestre, já os depósitos representam R$ 1,758 trilhão.

O recorde pode ser explicado pela inflação em alta no país, maior desde 2003, e a necessidade de recorrer ao dinheiro reserva para pagar contas e compromissos. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) anual acumula alta de 11,73%.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

A caderneta da poupança não era atualizada desde abril, em decorrência da paralisação dos servidores do BC encerrada esta semana.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

 

Mais lidas
Últimas notícias