Prazo para contestar auxílio emergencial cancelado vai até o dia 24

Período de contestação ficará aberto para os brasileiros que tiveram o benefício cancelado na revisão mensal de julho

atualizado 21/07/2021 9:02

aplicativo do programa do auxílio emergencialLeonardo Sá/Agência Senado

O Ministério da Cidadania informou que trabalhadores que tiveram o auxílio emergencial de 2021 cancelado na revisão mensal de julho terão até as 23h59 deste sábado (24/7) para contestar a decisão.

“O objetivo é permitir que essas pessoas tenham uma nova análise com bases mais atualizadas de seus dados”, diz a pasta.

Mensalmente, os CPFs dos beneficiários passam por análises para conferir se atendem aos critérios previstos na lei para continuar recebendo o benefício.

Quem teve o pagamento suspenso deve fazer o requerimento pelo site do Ministério da Cidadania (acesse aqui).

Após inserir os dados de identificação e clicar na aba do auxílio emergencial 2021, a pessoa deve verificar a situação das parcelas e, depois, clicar no ícone de “informação” para exibir o detalhamento do motivo do cancelamento.

Após esse processo, o requerente deve clicar no botão “contestar”. A partir daí, precisa aguardar até que seja realizada uma nova análise da situação do benefício.

0

“Se a razão que motivou o cancelamento permitir contestação, o registro do cidadão será reanalisado pela Dataprev e o trabalhador poderá voltar a receber, caso seja aprovado o pedido”, complementou o Ministério da Cidadania.

Os bloqueios feitos a pedido dos órgãos de controle não podem ser contestados ainda, pois estão sob análise do Ministério da Cidadania e da Dataprev.

Esse bloqueio, segundo a pasta, é feito de forma preventiva. Posteriormente, é informada a liberação ou cancelamento do benefício em definitivo. Não há prazo definido para divulgação do resultado.

Últimas notícias