Petroleiros rejeitam ajuste de 1% e Petrobras convoca sindicatos

Federações exigiram uma nova oferta da empresa, mas a estatal não informou se vai avançar no reajuste salarial

Tânia Rêgo/Agência BrasilTânia Rêgo/Agência Brasil

atualizado 06/08/2019 18:30

A Petrobras convocou os sindicatos dos petroleiros para a segunda rodada oficial de negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020 para esta próxima quinta-feira (08/08/2019), depois de 100% das assembleias realizadas pela categoria terem rejeitado a proposta da estatal de ajuste salarial da ordem de 1% e redução ou exclusão de alguns benefícios.

Segundo a assessoria da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), a Petrobras foi comunicada no dia 23 de julho sobre a rejeição da proposta também pelos representantes da Federação Única dos Petroleiros (Fup), que pela primeira vez estão negociando juntos da FNP.

Proposta indecorosa
As federações exigiram uma nova oferta da empresa, mas a Petrobras não informou se vai avançar no reajuste salarial, que compreende o período de 1º de setembro de 2018 e 31 de agosto de 2019. Segundo a FNP, a proposta inicial corresponde a apenas 25% do IPCA.

“A categoria considera a proposta indecorosa, já que está repleta de corte de direitos. A empresa busca também desmontar a organização sindical”, afirmou a FNP em nota.

Últimas notícias