“Não é fácil ser agricultor no Brasil”, afirma Bolsonaro

Presidente comentou sobre o aumento do preço da carne e garantiu que o valor vai diminuir

JP Rodrigues/Metrópoles

atualizado 09/12/2019 12:52

Ao comentar o aumento do preço da carne no país, que sofreu inflação de 8% apenas em novembro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta segunda-feira (09/12/2019) que “não é fácil” ser agricultor no Brasil.

“Estou levando pancada sobre o preço da carne. Estamos na entressafra, vai diminuir esse preço, e o pessoal tá investindo cada vez mais. Mas não é fácil você ser agricultor também”, afirmou o presidente, em live publicada em rede social.

Ao lado de Bolsonaro estava a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Ela garantiu que a alta na carne bovina “é temporária”. “Nós temos o maior rebanho comercial do mundo”, complementou a ministra.

Durante a apresentação, Bolsonaro ainda se posicionou contra o tabelamento do preço do produto. O presidente comparou a situação com a Venezuela, comandada por Nicolás Maduro. O país vizinho registrou inflação de 130.060% no ano passado.

“Alguns falam em redes sociais que tem que ter um tabelamento. Vai lá na Venezuela para ver”, disse Bolsonaro. Em seguida, citou o mesmo exemplo, mas com o combustível. 

Por fim, o mandatário disse que “muitas dessas decisões passam pelas agências”. “A Anvisa quase liberou o plantio de maconha. Nós não temos autonomia sobre as agências. É um governo que não tem a força que o povo pensa que eu tenho”, contemporizou.

Últimas notícias