IR: 700 mil declarações estão na malha fina. Saiba o que fazer

O bloqueio no pagamento do Imposto de Renda ocorre devido a inconsistências nas informações prestadas pelo contribuinte

atualizado 11/12/2019 10:40

Metrópoles/Arquivo

A Receita Federal comunicou que 700,2 mil declarações estão retidas na malha fina. O bloqueio no pagamento do Imposto de Renda ocorre devido a inconsistências nas informações prestadas pelo contribuinte.

Essa quantidade, segundo o órgão, corresponde a 2,13% do total. Das declarações retidas na malha fina, 74,9% apresentam imposto a restituir; 22,4% têm imposto a pagar; e 2,7% apontam com zero de saldo.

Veja as principais razões pelas quais as declarações foram retidas:

  • omissão de rendimentos do titular ou de seus dependentes (35,6%);
  • despesas médicas (25,1%);
  • divergências entre o IRRF declarado na declaração e o informado em DIRF (23,5%);
  • dedução de previdência oficial ou privada, dependentes, pensão alimentícia e outras (12,5%).

Caiu na malha fina? Saiba o que fazer:
Quem não recebeu o pagamento deve verificar no site da Receita Federal a situação. Para isso, o contribuinte terá de fazer um cadastro no portal e-CAC, informar o CPF, a data de nascimento e o número do recibo da declaração deste ano e, depois, criar uma senha.

Após login no e-CAC, na aba declarações e demonstrativos, há a opção extrato do processamento da DIRPF, onde aparecem as declarações enviadas pelo contribuinte.

Ao acessar o extrato, é importante prestar atenção no campo “Pendências de malha”, onde o contribuinte pode identificar se a declaração está retida em malha fiscal ou se há alguma outra pendência.

Últimas notícias