Ibovespa chega a 128.295,28 nesta terça, melhor resultado da história

Resultado positivo, puxado pela alta de 1,2% no PIB, animou o mercado financeiro no momento em que o país completa 14 meses de pandemia

atualizado 01/06/2021 12:25

bolsa de valoresInternet/Reprodução

Um ano e dois meses após o início da pandemia do novo coronavírus, o mercado dá sinais de fôlego depois de um período de crise. O Ibovespa, principal indicador para investidores na Bolsa de Valores, opera em forte alta nesta terça-feira (1°/6). Pela manhã, o indicador chegou a 128.295,28 pontos, novo recorde nominal intradiário, ou seja, durante o pregão.

O volume financeiro somou R$ 4,3 bilhões. Gigantes da bolsa, como a Vale e a Petrobras, tiveram as ações impulsionadas, especialmente devido às recentes altas nos preços do petróleo e do minério de ferro.

Segundo o mercado financeiro, o índice é puxado pelo resultado positivo do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro do primeiro trimestre. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o índice registrou alta de 1,2%, superando as projeções dos analistas, que esperavam avanço de 1%.

Com o resultado do primeiro trimestre, o PIB voltou ao patamar do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia de Covid-19. O resultado mostra que, 14 meses após o início da pandemia, o mercado financeiro começa a se recuperar da recessão provocada pela queda do setor produtivo e de serviços.

A conjuntura dos índices fez o valor do dólar comercial cair 0,36%, e passou a custar R$ 5,205 na compra e R$ 5,206 na venda. Já o dólar futuro, com vencimento em julho registra baixa de 0,30% e é negociado a R$ 5,216. Os valores de fechamento desta terça-feira serão conhecidos após o encerramento das atividades no Ibovespa, às 17h.

Últimas notícias