*
 

A Petrobras reajustou o preço do GLP empresarial para embalagens acima de 13kg em 4,7%, em média, nas unidades da petroleira. O aumento vale a partir desta terça-feira (27/3). Segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás), a nova correção de preços foi comunicada às suas empresas associadas, na tarde desta segunda (26), pela companhia.

O Sindigás informou ainda que, de acordo com as informações da Petrobras recebidas pelas distribuidoras, o aumento de preço será entre 4,6% e 4,9%, dependendo do polo de suprimento.

A entidade acrescentou que, com o reajuste, o ágio praticado pela Petrobras subiu para 50,3% em relação ao preço adotado no mercado internacional. Para o Sindigás, “esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial empresas que operam com uso intensivo de GLP”.

De acordo com o Sindigás, para o segmento empresarial de GLP, a prática de preços da Petrobras é incompreensível, por não acompanhar as flutuações do mercado internacional, que apresentou queda de 7,9% em janeiro e de 8,2% em fevereiro, e em março já acumula redução de 6,6%.

“Já o preço da Petrobras para o segmento empresarial registrou queda menor do que a do mercado internacional em janeiro e fevereiro, de 6,3% e 4,6%, respectivamente”, concluiu a nota da entidade.

A Agência Brasil entrou em contato com a Petrobras, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

 

 

COMENTE

PetrobrasreajusteGLPgás liquefeitoaumento de combustíveisSindigás
comunicar erro à redação

Leia mais: Economia