Dólar turismo chega a ser vendido por R$ 5,16 em casas de câmbio

A moeda norte-americana disparou nesta quinta-feira e chegou, pela primeira vez, ao patamar de R$ 4,66 na modalidade comercial

atualizado 05/03/2020 15:08

Notas de dólarEBC

Pela 12ª sessão consecutiva, o dólar opera em alta nesta quinta-feira (05/03), superando pela primeira vez o patamar de R$ 4,60, em meio às crises relacionadas ao coronavírus. O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central se reunirá em 17 e 18 de março para deliberar sobre a taxa de juros, que está em patamar mínimo recorde de 4,25% ao ano.

Apoiadas pela alta da moeda norte-americana, as casas de câmbio chegam a negociar o dólar a R$ 5,16, considerando o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), no cartão pré-pago. Esse valor foi encontrado em uma empresa de São Paulo. Agora, se pago em espécie, o preço fica na média de R$ 4,87.

Em Brasília, os preços oscilam. O maior preço encontrado pela reportagem do Metrópoles foi de R$ 5,03, no cartão de débito. Se o cliente quiser pagar no crédito, pagará mais caro devido às taxas inclusas no pagamento. Já o menor valor para comprar dólar em Brasília é R$ 4,82, em espécie.

As casas de câmbio do Rio de Janeiro têm os valores mais baixos: R$ 4,77 em espécie e R$ 4,87 no cartão pré-pago.

Nessa quarta-feira (04/03), o dólar encerrou a sessão em alta de 1,51%, a R$ 4,5790, novo recorde nominal de fechamento (sem considerar a inflação), após a divulgação dos dados oficiais do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019, que registrou alta de 1,1% em 2019.

Últimas notícias