Dívida pública federal cai 0,68% em setembro, aponta Tesouro

Segundo o órgão, a dívida recuou em setembro em razão dos resgates de títulos terem superado as emissões de novos papéis em R$ 90,27 bilhões

atualizado 27/10/2021 14:57

Michael Melo/Metrópoles

A dívida pública federal do país caiu 0,68% em setembro na comparação com agosto, fechando a R$ 5,443 trilhões, de acordo com informações divulgadas pelo Tesouro Nacional nesta quarta-feira (27/10). No mês anterior, a dívida somava R$ 5,480 trilhões.

Esse débito vem de empréstimos feitos pelo governo federal para pagar despesas que ficaram acima da arrecadação com impostos e tributos.

Segundo o órgão, a dívida recuou em setembro em razão dos resgates de títulos terem superado as emissões de novos papéis em R$ 90,27 bilhões. Esse valor ultrapassou as despesas com juros, que foram de R$ 52,92 bilhões (atuando para elevar o endividamento).

A instituição ainda alertou que a curva de juros subiu no mês passado, “refletindo a maior aversão ao risco no exterior e no cenário interno, embora a discussão entre poderes para pagamento dos precatórios dentro do limite do teto de gastos tenha contribuído para estabilizar o mercado de juros”.

O relatório também aponta que a dívida pública deve crescer nos próximos meses e terminar 2021 entre R$ 5,6 trilhões e R$ 5,9 trilhões.

Mais lidas
Últimas notícias