Com lobo-guará, nova nota de R$ 200 é revelada e entra em circulação. Veja

O BC calcula gastar R$ 113,4 milhões para a impressão de 450 milhões das novas notas (com valor total de R$ 90 bilhões)

atualizado 02/09/2020 15:15

EDUARDO DUARTE/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Anunciada há pouco mais de um mês, a nova nota de R$ 200 começa hoje a fazer parte da rotina dos brasileiros. Na tarde desta quarta-feira (2/9), o Banco Central enfim apresentou a cédula, e já a colocou em circulação.

O BC calcula gastar R$ 113,4 milhões para a impressão de 450 milhões de cédulas de R$ 200 (no valor total de R$ 90 bilhões) e de 170 milhões de cédulas de R$ 100.

0
Lobo-guará

Nem a explosão de memes na internet ou uma campanha feita pelo deputado federal Fred Costa, líder do Patriotas na Câmara dos Deputados, fizeram o BC trocar o “protagonista da cédula”: o animal homenageado segue sendo o lobo-guará.

De acordo com o Banco Central, o lobo-guará foi escolhido por se tratar de um animal em risco de extinção. Típico do Cerrado, ele também pode ser encontrado em regiões de Argentina, Bolívia, Paraguai, Peru e Uruguai.

A decisão

De acordo com a área econômica, a crise do novo coronavírus foi um dos motivos para o aumento da procura de cédulas. A pandemia levou as pessoas a “entesourarem” recursos em casa, ou seja, manter reserva em cédulas.

Outro motivo apontado é a necessidade de fazer frente ao pagamento do auxílio emergencial. Boa parte dos beneficiários, sobretudo os de menor renda, tem preferido sacar o benefício em espécie.

“A pandemia trouxe consigo alguns desafios a mais, dentre eles, uma demanda excepcional da população por papel moeda, que começou a dar sinais ainda em abril. Não levou muito tempo para que o Banco Central percebesse que estávamos diante de algo completamente inédito desde que o Real entrou em circulação, em 1994”, explicou a diretora de administração do BC, Carolina de Assis Barros.

Últimas notícias