Com 13º adiantado, INSS já tem as datas de pagamentos a beneficiários. Veja

Cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas recebem, a partir da próxima segunda-feira (27/7), mais uma rodada de pagamentos

atualizado 22/07/2020 10:16

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia na próxima segunda-feira (27/7) mais uma rodada do pagamentos de benefícios para cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas.

Para aqueles que recebem o piso nacional (R$ 1.045), os depósitos serão feitos entre os dias 27 de julho e 07 de agosto, a depender do número final do benefício.

Por sua vez, segurados com renda mensal acima de um salário mínimo terão os pagamentos creditados a partir de 3 de agosto. Neste caso, o depósito se encerra igualmente em 7 de agosto.

Em ambos os casos, a orientação do INSS é que os segurados fiquem atentos: a data de depósito depende do número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço.

É necessário ainda se reorganizar financeiramente de acordo com o calendário, uma vez que o 13º salário pago a aposentados e pensionistas do INSS foi antecipado, neste ano, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Veja o calendário de pagamentos:

14ª salário?

O Senado Federal se prepara para votar uma sugestão legislativa (SUG) – após mais de 40 mil pessoas assinarem o texto – que pretende criar um 14º salário a ser pago especificamente neste ano aos beneficiários do INSS.

A proposta, apresentada pelo advogado Sandro Gonçalves, de Ribeirão Preto (SP), foi transformada em SUG e começou a tramitar na Comissão de Direitos Humanos (CDH), presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS). O parlamentar estuda mudar a proposição para um projeto de lei (PL) a fim de acelerar a tramitação.

“A situação dos aposentados no país é muito grave. Esse auxílio pode ser um instrumento que impulsiona a própria economia. Além disso, melhoraria a dignidade dessas pessoas em um momento de tanto desespero que a gente passa”, disse Paim.

Leia aqui a íntegra da proposta.

Últimas notícias