Após 3 anos de queda, Brasil gera 529,5 mil vagas de trabalho em 2018

Este é o melhor resultado nos últimos cinco anos. O setor de serviços lidera as contratações

VALDECIR GALOR/SMCSVALDECIR GALOR/SMCS

atualizado 23/01/2019 10:27

O número de empregos formais cresceu no país, fechando o ano de 2018 com saldo positivo. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (23/1), foram gerados 529,5 mil postos de trabalho. Somente no Distrito Federal, o saldo foi positivo em 16,9 mil contratações.

O resultado é o melhor desde o ano de 2013, quando o país criou 1,1 milhão de vagas. No ano passado, o setor que mais empregou no foi o de serviços: 398 mil novas contratações. O comércio teve o segundo melhor desempenho, com 102 mil pessoas empregadas. Em seguida veio a construção civil, que gerou 17,9 mil postos de trabalho.

Ao longo de 2018, foram empregados 15.384.283 brasileiros, ante a demissão de 14.854.729. O secretário de Previdência Social, Rogério Marinho, comemorou os resultados, dizendo que a crise econômica que gerou desemprego nos últimos três anos está começando a ficar no passado. “É um período para ser esquecido, a crise mostra que equívocos econômicos podem gerar transtornos que o país não suporta. Esses erros não podem se repetir no futuro”.

O último mês do ano, em contraste com o acumulado dos 12 meses, apresentou queda de 334,4 mil empregos, com o desligamento de 1,2 milhão de pessoas em todo país e contratação de 961,1 mil.

Acordos 
A Reforma Trabalhista interferiu diretamente nos números de pedidos de demissão decorrentes de acordos entre empregadores e empresas, avaliou o secretário Rogério Marinho. No acumulado do ano de 2018 foram 163,7 mil desligamentos desse tipo.

Somente no mês de dezembro 14,1 mil pessoas pediram demissão, em acordo com os empregadores.

Salário
O salário médio em dezembro de 2018 foi de 1.531,28. Comparado a dezembro de 2017 houve um aumento de 0,21%, totalizando R$ 3,14 a mais nos pagamentos.

Regiões
Todas as regiões do país registraram saldo positivo de contratações em 2018, com destaque para a Região Sudeste, que teve o melhor desempenho, com 251,7 mil novos empregos. Em seguida, vêm as regiões Sul, com 102,2 mil postos; Nordeste, com 80,6 mil; Centro-Oeste, com 66,8 mil; e Norte, com 28,1 mil.

Últimas notícias