Bolsonaro nunca interferiu na Petrobras desde que entrei, afirmou Silva e Luna

A troca do comando da empresa ocorreu em abril, quando Roberto Castello Branco deixou a cadeira diante de críticas de Bolsonaro

atualizado 14/09/2021 17:32

Presidente Jair BolsonaroIgo Estrela/Metrópoles

O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, afirmou, nesta terça-feira (14/9), que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nunca interferiu na estatal desde que ele assumiu o cargo. A troca do comando da empresa ocorreu em abril, quando Roberto Castello Branco deixou a cadeira diante de críticas de Bolsonaro sobre a frequência nos reajustes de preços de combustíveis.

Na época, os movimentos do mandatário do país provocaram uma perda de R$ 400 bilhões para a empresa e demais estatais em dois dias, além da alta do dólar. Desde então, o mercado acompanha de perto as falas do presidente sobre a Petrobras.

“Bolsonaro entregou a empresa aos gestores. Ele pode se manifestar através da assembleia geral de acionistas, que é o caminho que todos os acionistas majoritários minoritários têm para se referir aos temas da empresa. Mas ele deu total liberdade aos diretores, ao conselho e ao presidente da empresa para trabalhar”, disse Silva e Luna.

Mais lidas
Últimas notícias