BC: setor público tem R$ 27 bi de superávit primário em outubro

Nos 12 meses encerrados em outubro, o superávit do setor público atingiu R$ 173,1 bilhões, equivalente a 1,82% do PIB

atualizado 30/11/2022 10:33

Daniel Ferreira/Metrópoles

O setor público registrou superávit primário de R$ 27,1 bilhões em outubro. O resultado é menor do que o registrado no mesmo mês de 2021, quando o superávit foi de R$35,4 bilhões, aponta o relatório de Estatísticas  Fiscais do Banco Central (BC) divulgado nesta quarta-feira (30/11).

Nos 12 meses encerrados em outubro, o superávit do setor público consolidado atingiu R$ 173,1 bilhões, equivalente a 1,82% do produto interno bruto (PIB). O Governo Central e as empresas estatais apresentaram na ordem, superávits de R$ 30,2 bilhões e de R$ 711 milhões. Já os governos regionais tiveram déficit de R$ 3,9 bilhões.

O Governo Central reúne os resultados do Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social.

Os juros nominais do setor público consolidado, somaram R$ 41,6 bilhões em outubro de 2022, comparativamente a R$ 60,4 bilhões em outubro de 2021. O aumento foi influenciado pelo resultado das operações de swap cambial (ganho de R$12,8 bilhões em outubro de 2022 e perda de R$12,9 bilhões em outubro de 2021).

Nos 12 meses acumulados até outubro, os juros nominais somaram R$ 573,2 bilhões (6,03% do PIB), comparativamente a R$ 378,3 bilhões (4,44% do PIB) nos doze meses até outubro de 2021.

O resultado nominal do setor público consolidado, que inclui o resultado primário e os juros nominais apropriados, foi deficitário em R$14,5 bilhões em outubro de 2022. No acumulado em 12 meses, o déficit nominal alcançou R$ 400,1 bilhões (4,21% do PIB), reduzindo-se 0,15 pontos percentuais em relação ao déficit acumulado até setembro de 2022.

Mais lidas
Últimas notícias