Auxílio emergencial: atrasados poderão receber 3 parcelas somadas

Cadastros no site ou no aplicativo da Caixa podem ser feitos até 2 de junho. Até agora, mais de 24 milhões de pessoas receberam o benefício

Daniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 22/04/2020 18:46

Trabalhadores informais que não se cadastraram para receber o auxílio emergencial de R$ 600 neste mês não estão impedidos de receber as três parcelas do benefício.

Isso significa que ainda é possível se inscrever no aplicativo ou site disponibilizados pela Caixa Econômica Federal. Aprenda o passo a passo de como fazer o cadastro.

A data-limite do período de inscrição é 2 de julho. Ou seja, depois desse dia não se pode mais se cadastrar para receber o benefício.

Esse tempo, contudo, pode ser prorrogado a depender da pandemia do novo coronavírus, conforme estabelece a legislação que autoriza o pagamento do auxílio. Veja a íntegra aqui.

O banco, responsável pelo pagamento do auxílio emergencial, vai disponibilizar todo o montante atrasado, sem qualquer desconto.

Assim, quem tem direito a receber três parcelas de R$ 600, pode ganhar R$ 1,8 mil de uma só vez.

O máximo que uma família pode receber é R$ 1,8 mil, ou seja, até três membros de cada núcleo familiar podem ser beneficiados. Juntando com os atrasados, o montante chega, neste caso, a R$ 5,4 mil.

Balanço atualizado

Até às 18h desta terça-feira (21/04), 24,2 milhões de brasileiros foram beneficiados com o auxílio de R$ 600. O valor total creditado foi de R$ 16,3 bilhões.

Tire suas dúvidas sobre como, quando e onde receber o auxílio emergencial de R$ 600.

Últimas notícias