À frente da Petrobras, general deve calibrar política de preços

Além da política de preços, o general Silva e Luna deve alterar o modelo de home office na petroleira

atualizado 14/04/2021 18:26

Bolsonaro indicou o general Joaquim Silva e Luna para o comando da PetrobrasMarcelo Camargo/Agência Brasil

Nas reuniões prévias que tem feito com diretores e gestores da Petrobras (PETR4), o general Silva e Luna, que será escolhido oficialmente hoje (14/4) para o comando da estatal, tem indicado que fará em breve uma alteração de caráter administrativo-sanitário bem ao gosto de Jair Bolsonaro: vai antecipar a volta ao trabalho presencial.

De acordo com Lauro Jardim, de O Globo, o home office na Petrobras vale até junho, mas já era consenso na atual diretoria que seria estendido até dezembro.

Leia mais em 1 Bilhão, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias