EBC e o surto de coronavírus: sobe para 14 o número de infectados

A onda ocorre justamente no momento em que a empresa decidiu convocar os empregados a retornar ao trabalho presencial

atualizado 23/10/2020 19:35

Empresa Brasil de Comunicações (EBC)Marcelo Camargo/EBC

O Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal divulgou, nesta sexta-feira (23/10), ao Metrópoles, que recebeu denúncias sobre 14 novos casos de coronavírus na Empresa Brasil de Comunicação (EBC), todos pertencentes à chefia. A onda ocorre justamente no momento em que a empresa decidiu convocar os empregados a retornar ao trabalho presencial.

De acordo com as informações, entre os infectados estão o diretor-presidente, Glen Valente, três diretores, seis gerentes, dois assessores de diretores e dois coordenadores.

“Seis gerentes confirmaram para as equipes e os demais recebemos denúncias de empregados de vários setores”, afirma o sindicato. A associação ressalta que, segundo os funcionários, a maior parte dos infectados foi contaminada em reuniões de trabalho com os novos gestores, para preparar o retorno dos empregados ao trabalho presencial.

“Outros empregados sem cargo também teria testado positivo, mas não temos esse levantamento e a empresa segue sem transparência nas informações”, informa.

0

Reunião

Informações apontam também que a Diretoria de Administração, Finanças e Pessoas (Diafi) cancelou reunião marcada com sindicatos e comissão de empregados para discutir o acordo coletivo alegando motivo de força maior.

“Temos informações de funcionários do setor que isso ocorreu tendo em vista que boa parte dos integrantes da mesa de negociação testaram positivo no início desta semana. Eles estavam indo trabalhar presencialmente na empresa”, afirma o sindicato.

“Suspeitamos, portanto, que a empresa não está dando transparência aos diagnósticos para manter a tese de que é preciso retornar ao trabalho presencial, mesmo sabendo que a maior parte das atividades pode ser desenvolvida em tele trabalho, sem prejuízos ao serviço, como ocorreu nos últimos meses”, defende.

Justiça

A retomada ao trabalho presencial foi alvo de disputa judicial. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal tinha conseguido uma liminar para impedir a empresa de convocar os trabalhadores para retomar o trabalho presencial sem que houvesse melhora no quadro da Covid-19 no DF.

Porém, na semana passada, a EBC conseguiu derrubar a liminar. Na sequência, aprovou uma resolução da diretoria dizendo que o trabalho remoto seria a exceção e não mais a regra. “Temos pedido várias reuniões com a diretorias para tratar do tema, mas não obtivemos retorno”, informa o sindicato. O sindicato informou também que juíza responsável pelo caso deu dois dias úteis para a empresa se manifestar.

O Metrópoles procurou a EBC, mas até a publicação desta matéria, a empresa não respondeu. O espaço segue aberto para manifestações.

Mais lidas
Últimas notícias