metropoles.com

Defesa de Flordelis entrará com pedido de suspeição da juíza do caso

A defesa da pastora citou uma reunião entre a juíza e integrantes do júri que teria acontecido a portas fechadas

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução
Flordelis, ex-deputada federal acusada de matar o marido – Metrópoles
1 de 1 Flordelis, ex-deputada federal acusada de matar o marido – Metrópoles - Foto: Reprodução

Rio de Janeiro – Os advogados da ex-deputada Flordelis entrarão com um pedido de desaforamento e outro de suspeição da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, nesta terça-feira (3/5).

Rodrigo Faucz e Janira Rocha, defensores da pastora, apontam irregularidades na conduta da magistrada.

“Nós estamos investigando algo bastante grave que aconteceu na semana passada. Foi uma reunião a portas fechadas entre a juíza presidente do tribunal do júri de Niterói junto com os potenciais jurados que julgarão a deputada”, disse Faucz, durante coletiva.

4 imagens
Flordelis foi a última parlamentar cassada pela Câmara dos Deputados
Flordelis teve o mandato cassado no início de agosto
Segundo a Polícia Civil, foi constatado que Flordelis já havia tentado matar Anderson envenenado em diversas outras ocasiões, e o motivo seria o controle do dinheiro da igreja e de poder dentro da família
1 de 4

Defesa de Flordelis

Metrópoles/ Daniele Dutra
2 de 4

Flordelis foi a última parlamentar cassada pela Câmara dos Deputados

Cleia Viana/Câmara dos Deputados
3 de 4

Flordelis teve o mandato cassado no início de agosto

Agência Brasil
4 de 4

Segundo a Polícia Civil, foi constatado que Flordelis já havia tentado matar Anderson envenenado em diversas outras ocasiões, e o motivo seria o controle do dinheiro da igreja e de poder dentro da família

Rafaela Felicciano/Metrópoles

A reunião citada teria acontecido em 25 de abril, segundo a defesa: “Isso viola os pressupostas da jurisdição, os princípios constitucionais, principalmente os de Flordelis”, reforçou o advogado.

Durante a coletiva, Faucz relatou que, quando tomou conhecimento do encontro, mandou advogados até lá, que teriam sido impedidos de entrar: “Hoje, nós vamos entrar com um pedido de desaforamento para que o processo saia da comarca de Niterói e seja julgado no Rio. O principal motivo é a contaminação que os jurados tiveram nessa reunião”.

Flordelis é acusada de ser responsável pela morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019. Seu julgamento foi adiado para 6 de junho, devido à falta de acesso a documentos por parte da defesa da pastora.

“O processo ainda não está pronto, estamos denunciando essas violações. Se houver condenação, não seria justiça, seria vingança”, afirmou a advogada Janira Rocha.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?