Datafolha: 81% não concordam que policiais possam atirar em suspeitos

A maioria dos brasileiros não concorda com um dos itens do projeto anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro

atualizado 11/04/2019 14:37

A maioria dos brasileiros não concorda com um dos itens do projeto anticrime do ministro da Justiça, Sergio Moro, que dá licença para policial matar. Pesquisa Datafolha, divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo nessa quarta-feira (10/4), mostra que 81% dos brasileiros não aprovam que agentes de segurança tenham liberdade para atirar em suspeitos.

Além disso, 79% dos entrevistados acreditam que quem atira deve ser investigado e, mesmo se o policial estiver nervoso, deve ser punido (82%).

A maior parte dos entrevistados também não aceita uma das principais propostas do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na área da segurança pública: a de armar a população. De acordo com o levantamento, 64% dos brasileiros acreditam que a posse deve ser proibida e 72% não se sentem mais seguros armados.

O pacote anticrime de Sergio Moro foi enviado ao Congresso para ser apreciado, mas trata de alguns itens considerados polêmicos. Um deles, o excludente de ilicitude, prevê redução ou, até mesmo, isenção da pena para o agente de segurança que matar em legítima defesa ou em situação de risco e estresse.

Ainda segundo a pesquisa, 51% dos brasileiros dizem ter mais medo do que confiança na polícia. Por outro lado, 47% confiam na corporação.

Últimas notícias