CPI: intérprete de libras se emociona e chora com depoimento de órfã da Covid

Giovanna Gomes Mendes da Silva contou que perdeu o pai e a mãe para a doença. Intérprete ficou tão emocionado que precisou ser substituído

atualizado 18/10/2021 19:12

Um intérprete de libras que sinalizava durante a transmissão da CPI da Covid-19, na TV Senado, emocionou-se durante o relato de Giovanna Gomes Mendes da Silva, de 19 anos, que perdeu o pai e a mãe para o novo coronavírus. O intérprete precisou ser substituído por um colega.

Nesta segunda-feira (18/10), a CPI fez uma audiência pública destinada a ouvir as vítimas da Covid-19 e familiares que perderam entes para a doença.

Giovanna conta que ela, os pais e a irmã eram muito unidos e estavam sempre juntos. “Quem conhece, sabe”, afirma a jovem durante o relato. Ela ainda continua: “Quando meus pais faleceram, a gente perdeu as coisas que a gente mais amava. E eu precisava da minha irmã e ela precisava de mim”.

A jovem, entretanto, também ficou emocionada durante o depoimento e precisou interromper sua fala, pedindo desculpas em seguida. Nesse mesmo momento, o intérprete se mostrou comovido e não conseguiu acompanhar o restante do relato.

Ela ainda conta que, depois do falecimento dos pais, pensou “que não poderia mais ficar sem a minha irmã, assim como ela não poderia ficar sem mim”. A partir desse momento, outro intérprete passou a sinalizar o depoimento de Giovanna.

No relato, a adolescente também falou sobre a dificuldade que teve para conseguir tratar os pais e como está o processo de cuidar da irmã. A mãe de Giovanna era transplantada e fazia hemodiálise, enquanto o pai da jovem sofria de câncer.

A Comissão Parlamentar também ouviu outros quatro relatos: Mayra Pires Lima, enfermeira de Manaus que perdeu a irmã; Kátia Shirlene Castilho dos Santos, que perdeu os pais; Arquivaldo Bites Leite, que está tratando as sequelas da doença; e Rosane Brandão, que perdeu o marido para o vírus.

Mais lidas
Últimas notícias