Covid-19: enfermeira que atuou na II Guerra Mundial recebe alta

Giuseppina Nerozzi de Souza ficou 10 dias em UTI no Rio de Janeiro infectada pelo coronavírus. Ela foi para casa nesta quarta-feira (08/04)

Reprodução/ Vídeo

atualizado 08/04/2020 22:24

Médicos, enfermeiros, técnicos e atendentes do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, o hospital do Fundão no Rio de Janeiro, tiveram um dia de emoção, em meio à pandemia de coronavírus, que já matou milhares  de pessoas mundo afora. Uma idosa, de 94 anos, recebeu alta, após vencer a luta contra o Covid-19. Giuseppina Nerozzi de Souza foi enfermeira na II Guerra Mundial, o que tocou ainda mais os colegas de profissão.

Italiana, Giusepinna veio para o Brasil anos atrás para se casar. Agora, aos 94 anos, a sobrevivente dos terrores da guerra, e moradora do Rio, venceu o coronavírus e deu esperança aos funcionários do hospital do Fundão e a tantos outros pacientes e profissionais da área da Saúde, que atuam no front contra o Covid.

Na Itália, terra Natal de Giuseppina, esta quarta-feira também foi dia de alento. A Defesa Civil italiana divulgou, novos dados que mostram a queda em internações hospitalares – quartos e UTIs. Nesta quarta, 3.693 pessoas estão hospitalizadas na UTI, 99 a menos do que na terça-feira.

Os dados também apontam que, apesar do aumento no número total de casos positivos de Covid-19, em relação a essa terça-feira (07/04), que passou de 24.392 casos para 26.491, houve recorde no número de testes realizados em apenas um dia: foram mais de 50.000, com uma incidência de casos positivos de apenas 7,4%. Esse é o menor índice desde o início do surto causado pela Covid-19  no país. No auge, essa taxa de contaminação passava de 30% dos exames feitos.

Últimas notícias