Coronavírus: Brasil tem mais mortes de enfermeiros do que Itália e Espanha

Até essa terça-feira (05/05), o Conselho Federal de Enfermagem registrou 88 óbitos de profissionais pela Covid-19

atualizado 07/05/2020 9:03

O número de enfermeiros mortos no Brasil infectados pelo novo coronavírus é bem maior do que as cifras de Itália e Espanha, dois dos países mais atingidos pela pandemia no mundo.

Até essa terça-feira (05/05), foram identificados 88 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem brasileiros que morreram devido à Covid-19.

Na Itália, a terceira nação mais afetada pela doença, foram contabilizadas 35 mortes nesse grupo. Na Espanha, a quarta no ranking mundial, apenas quatro óbitos.

Os números foram divulgados nessa quarta-feira (06/05) pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen). Acesse aqui os dados.

0

Para o presidente do Cofen, Manoel Neri, um dos fatores para a alta mortalidade é que boa parte dos serviços de saúde não afastou profissionais com idade avançada.

“Eles continuam atuando na linha de frente da pandemia quando deveriam estar em serviços de retaguarda ou afastados”, disse.

Outro problema enfrentado pelos profissionais da enfermagem é a falta de equipamentos de proteção individual, os EPIs. “Não apenas escassez quantitativa desses produtos, mas também a qualidade do material é questionável”, completou o presidente da Cofen.

Últimas notícias