Com colher, idosas escavam terreno por 8 anos e deixam casa “ilhada”

As irmãs foram identificadas como Maria Rita e Maria José e moram em Maceió, capital de Alagoas

reprodução/ tv globoreprodução/ tv globo

atualizado 11/07/2019 11:47

Duas irmãs passaram cerca de oito anos escavando o quintal de casa com uma colher e jogando o barro na rua. Identificadas como Maria Rita e Maria José, elas conseguiram a proeza de formar uma espécie de cratera ao redor da residência, que fica no bairro Benedito Bentes, em Maceió (AL).

Vizinhos relataram que as irmãs cavavam o quintal de casa, colocavam o barro dentro de um balde e jogavam na rua. Após alguns anos, o imóvel ficou “ilhado” e as mulheres passaram a usar uma escada para sair e entrar.

O caso viralizou após o vereador de Maceió Siderlane Mendonça (PEN) compartilhar a situação nas redes sociais nessa terça-feira (09/07/2019). Pessoas próximas, no entanto, acusam a família delas de negligência.

Em contrapartida, um dos filhos de Maria Rita afirma que a família sempre tentou tirar as duas da residência. Almir, que é professor, gravou um vídeo junto ao vereador Siderlane e postou nas redes sociais. Ambos garantem que não houve negligência.

“A gente vinha tentando sempre tirar ela daqui, convencendo que não era um lugar seguro e que precisava ir para um lugar melhor, mas minha mãe não aceitava”, explica o professor. “Nós, os filhos, cogitávamos acionar a Defesa Civil, as autoridades, só que mãe é mãe”, explica.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), as mulheres foram transferidas para a casa de parentes e estão recebendo acompanhamento psicológico e de assistência social.

A Defesa Civil também foi acionada para verificar a segurança da casa. A equipe de engenharia afirmou que há risco de o muro cair, assim como algumas paredes das casas vizinhas, que já apresentam rachaduras, segundo os moradores.

Últimas notícias