WhatsApp diz que vai tomar medidas legais contra mensagens em massa

Segundo a nota, o texto serve como aviso de que a empresa vai tomar medidas legais a partir do dia 7 de dezembro de 2019

ISTOCK

atualizado 09/06/2019 13:33

O WhatsApp informou que vai levar à Justiça casos de violação dos termos de serviços do aplicativo com práticas abusivas, como o envio de mensagens em massa ou automatizadas. O aviso foi feito sem muito alarde nesta semana, por meio de um comunicado publicado na sessão de perguntas e respostas de seu site.

Segundo a nota, o texto serve como aviso de que a empresa vai tomar medidas legais a partir do dia 7 de dezembro de 2019 contra as ocorrências, mesmo que as informações obtidas sobra as violações vierem de fora da plataforma. Apesar disso, o WhatsApp garante que, se identificado, poderá tomar atitudes antes da data.

“O WhatsApp tomará medidas legais contra aqueles que determinarmos estarem engajados ou auxiliando outros envolvidos em abusos que violem nossos termos de serviço, como mensagens automatizadas, em massa ou uso não pessoal”, diz parte da nota.

“Este é um desafio que requer uma abordagem holística. O WhatsApp está comprometido a utilizar todos os recursos à disposição dele, incluindo processar, se necessário for, para evitar abusos contra nossos Termos de serviço, como o envio de mensagens em massa ou utilização comercial”, diz um trecho do comunicado.

Últimas notícias