metropoles.com

Ciclone: veja imagens do resgate de pessoas ilhadas pelas enchentes

No total, já foram contabilizadas 22 mortes causadas pela passagem do ciclone no Sul, 21 delas no Rio Grande do Sul e uma em Santa Catarina

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação/Governo RS
Imagem colorida mostra localidades do Rio Grande do Sul após passagem de ciclone mortos - Metrópoles
1 de 1 Imagem colorida mostra localidades do Rio Grande do Sul após passagem de ciclone mortos - Metrópoles - Foto: Divulgação/Governo RS

A passagem do ciclone extratemporal na Região Sul deixou ao menos 22 pessoas mortas até esta terça-feira (5/9). Desse total, 21 mortes aconteceram no Rio Grande do Sul e uma em Santa Catarina. Com mais de 4 mil pessoas desalojadas no Rio Grande do Sul, segundo a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros do estado age para resgatar as vítimas ilhadas pelas enchentes.

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul divulgou vídeos de salvamentos realizados no estado. Nas imagens, é possível ver pessoas ilhadas em cima do telhado de uma casa, que está completamente alagada pela enchente.

Em seguida, os bombeiros usam um cabo para resgatar uma pessoa, que é içada e levada em segurança para terra firme.

Veja imagens:

 

De acordo com as últimas informações divulgadas pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul, mais de 4 mil pessoas estão desalojadas. Entre elas, 1.650 pessoas estão desabrigadas e 2.984, desalojadas. O número total de atingidos pela passagem do ciclone extratropical no estado é de 52.137 pessoas.

Até o início da tarde desta terça, o número de mortes na Região Sul era sete, com seis no Rio Grande do Sul e uma em Santa Catarina. No entanto, após vistoria em Muçum (RS), uma equipe do Corpo de Bombeiros localizou 15 corpos. A Defesa Civil não divulgou informações sobre as vítimas.

Nessa segunda-feira (4/9), a Defesa Civil do Rio Grande do Sul emitiu alerta para inundação do rio Taquari, que faz um percurso de 390 quilômetros no estado.

0

Confira o que fazer em caso de enchente:

  • Esteja atento às notícias se você vive em áreas de inundação;
  • Busque locais altos;
  • Conheça os locais próximos que podem inundar (rios, córregos etc) e mantenha-se longe deles;
  • Caso esteja em casa quando a enchente começar, leve itens de sobrevivência (água potável, alimentos prontos e roupas secas) e de
    primeiros socorros durante a fuga;
  • Caso não consiga sair de casa, coloque os itens de sobrevivência e primeiros socorros no andar superior;
  • Não tente proteger seus pertences;
  • Desligue a energia elétrica;
  • Feche registros de água;
  • Não tente atravessar a enchente (nem sempre a correnteza está visível na parte superior);
  • Se tiver que entrar na água, busque por regiões em que o mínimo possível do seu corpo entre nela;
  • Fique longe de linhas elétricas; e
  • Não dirija em áreas inundadas – 50 cm são o necessário para fazer o carro flutuar e 10 cm para perder o controle dele.

Ajuda do governo federal

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), anunciou, nesta terça, que o secretário nacional da Defesa Civil, Wolnei Aparecido Wolff Barreiros, visitará, nesta quarta-feira (6/9),  as regiões do Rio Grande do Sul afetadas pela passagem do ciclone extratropical.

A declaração ocorreu durante a live semanal Conversa com o Presidente. “Amanhã [quarta], o chefe da Defesa Civil vai ao Rio Grande do Sul. Nós estamos prontos para ajudar naquilo que for necessário”, disse Lula.

O mandatário também prestou solidariedade ao povo gaúcho e pediu a “Deus que diminua a chuva, porque as pessoas precisam ter paz, tranquilidade e sossego para continuar vivendo bem, trabalhando e curtindo a vida, como é de direito de todo mundo”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações