Chuva coloca 15 estados e o DF em alerta nesta segunda (11/10)

Há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios em algumas cidades. Veja dicas para caso de emergência

atualizado 11/10/2021 11:57

Chuva coloca 15 estados e o DF em alerta nesta segunda (11/10)Reprodução/Inmet

As chuvas intensas colocaram 15 estados e o Distrito Federal em estado de atenção nesta segunda-feira (11/10). Em oito unidades da Federação (veja lista abaixo) a situação é mais grave e exige atenção especial.

É o segundo dia consecutivo que o Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet) emite alerta para chuvas intensas e temporais.

Veja estados com risco de tempestade:

  • São Paulo
  • Santa Catarina
  • Rio Grande do Sul
  • Paraná,
  • Minas Gerais
  • Mato Grosso do Sul
  • Mato Grosso
  • Goiás

Segundo o Inmet, a previsão é de chuva entre 30 a 60 milímetros por hora. “Há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios em cidades com tais áreas de risco”, frisa trecho do alerta.

O alerta desta segunda-feira continua laranja, um dos mais altos da meteorologia para os riscos que o temporal pode causar.

No domingo (10/10), o alerta do Inmet colocava o DF e oito estados em estado de atenção. Na capital federal, moradores registraram as pancadas e os transtornos posteriores, como queda de árvores e alagamentos.

Veja locais em alerta por causa de chuvas intensas:

  • Amazonas
  • Bahia
  • Distrito Federal
  • Maranhão
  • Pará
  • Piauí
  • Roraima
  • Tocantins

No caso das chuvas intensas, os riscos são de menor severidade, mas continuam exigindo atenção. A chuva fica entre 20 e 30 milímetros por hora com ventos intensos — entre 40 e 60 quilômetros por hora. O alerta é amarelo, considerado intermediário.

“Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas”, destaca o alerta.

Previsão do tempo

A agência MetSul de Meteorologia, parceira do Metrópoles, indica que nos próximos dias  haverá chuva mais ampla e volumosa pelo Brasil.

“Sob a influência de um padrão atmosférico que favorece mais frentes frias e incursões de ar frio na América do Sul, a chuva promete ficar muito acima da média neste mês em diversas áreas do Centro-Oeste e do Sudeste do Brasil com acumulados que normalmente se observam no pico da estação chuvosa já em outubro em algumas localidades destas regiões”, destaca.

Dicas para caso de urgência durante temporais:

  • Em caso de rajadas de vento: não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.
  • Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.
  • Em caso de acidente, procure ajuda junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Inicialmente, o cenário de precipitação de curto prazo reflete esta tendência com acumulados elevados de chuva em parte da faixa central do Brasil.

O modelo climatológico indica que a precipitação deve ficar acima dos 100 milímetros nos próximos sete dias em Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais.

Últimas notícias